Resenha | O parque de diversões e mortes de Stephen King em “Joyland”.

Joyland
Um pequeno conselho: Não se aventure na roda-gigante em uma noite chuvosa.

Que Stephen King é o grande rei dos livros de terror desde Edgar Allan Poe não resta dúvida nenhuma. Se você não leu nenhuma de suas obras, o que deveria fazer urgentemente, conhece pelo menos de nome. Entre seus vários best-sellers estão Carrie – A Estranha, O Nevoeiro, O Iluminado, À Espera de um Milagre, It – A Coisa (que fez meu horror de palhaços aumentar a níveis altíssimos) e entre os mais novos, Doutor Sono e Joyland, que será o tema desse texto.

Primeiro uma pequena resenha sobre o livro:

Verão de 1973, um jovem de 21 anos chamado Devin Jones resolve arranjar um emprego de verão em um parque de diversões, para pagar as despesas da faculdade. E isso muda sua vida para sempre.
Não só por causa da roupa de cachorro, mas, porque Joyland, o tal parque, é bem diferente da vida da faculdade de Devin, que segundo alguns funcionários, vai adorar o lugar por ter uma “alma de parque”. 
Entre toda a diversão, as comidas, e as simpáticas “Garotas de Hollywood” dispostas a tirar fotos dos visitantes, há uma mancha na história do parque: quatro anos antes, uma jovem foi assassinada dentro da casa mal-assombrada, e o crime nunca foi solucionado. 

Dentro desse contexto, King nos leva a uma viagem que mesmo curta é interessante, o livro tem pouco mais de 240 páginas, poderia ser quase uma série em um livro só. Com seu jeito irresistível de escrever, o autor nos faz se apaixonar e odiar pelos personagens de forma incrível.

Já li algumas obras de Stephen King, meu preferido ainda é Carrie, e digo que esse é um dos livros mais leves e ao mesmo tempo, um dos mais pessoais dele. Você não consegue o soltar, fica sempre na expectativa de “o que vai acontecer a seguir”. Isso também ocorre, pois marca o retorno de King ao mundo dos romances policias e mistérios, mais do que só terror, depois de um hiato.

O livro chegou esse mês ao Brasil, traduzido pela Suma de Letras e é uma ótima pedida para uma leitura de fim de férias.

Stephen-King-001
Stephen King, um senhor bem sorridente, que escreve livros bem assustadores. 

Onde Comprar: 

Físico: Submarino – SaraivaAmazonLivraria Cultura – Americanas

E-book: AmazonSaraiva

Se gostou, compartilhe...Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Pin on Pinterest
Pinterest
Email to someone
email
share on Tumblr
Tumblr

Comentários

Comentários

About Gui Araujo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

CommentLuv badge