Música | “What Kind of Man”, a maravilhosa volta de Florence + The Machine

florence2

Como começar a falar da volta da bruxa wicka da música, se não falando que assim como seus trabalhos anteriores, sua música nova é fantástica e de qualidade!?

Não desmerecendo outras cantoras, mas Florence, e o seu The Machine, lançaram a música What Kind of Man” (assim como o clipe para a mesma), e já é um dos melhores lançamentos do ano. Além de pegar todos de surpresa com seu lançamento de um dia para outro (numa versão quase folclórica do efeito Beyoncé), fazendo uso de vocais poderosos e explosivos em momentos certos com uma batida que mistura algo como folk, cabeleira rock dos anos 80, um toque de eletrônico e backing vocals que remetem à uma ópera gótica, a interprete mostra que consegue se reinventar sem fugir por completo da sua zona de conforto. Mas eu explico.

A receita poderia ser de qualquer uma de suas músicas, de qualquer um dos seus outros álbuns, mas What a Kind of Man mostra uma Florence menos delicada, menos caricata, mais real, sem perder as raízes de utilizar frases que sozinhasmo tem sentido, como “to let me dangle at a cruel angle, oh my feet don’t touch the floor” (“para me deixar oscilar em um ângulo cruel, oh meus pés não tocam o chão“) mas que no contexto da obra contam um história em 3 minutos.

Ao entoar o refrão “what kind of man loves like this?” , Florence coloca em pauta aquele tipo de relacionamento que todos nós temos pelo menos uma vez na vida, onde parece que só um lado está realmente interessado no assunto. Com um lirismo puxado para o clássico, utilizando de comparações para chegar a sua mensagem final, What Kind of Man é aquele tipo de música que todo mundo consegue se identificar se parar para realmente degustar a música. Digo degustar, pois Florence é, assim como algumas companheiras de trabalho (ide Marina & The Diamonds, Kerli, FKA Twigs e etc), uma “cantora teatral”, que cria todo um conceito por trás de suas músicas e utilizam seus clipes para fechar seu ciclo.

“What Kind of Man” lançada assim de surpresa só traz ainda mais curiosidade sobre o novo álbum do Florence + The Machine, que não lança nada novo desde “Cerimonials” de 2011!(!!) [ok, sejamos justos, ela lançou algumas músicas para trilhas sonoras, mas nada de CD próprio]. Vamos aguardar que ela volte tão forte como a lead single promete, com esse gosto de empoderamento feminino que agora é tão importante e tão gostoso de se ver e ouvir.

 

P.S.: O novo CD já tem nome e data de lançamento, irá se chamar “How Big, How Blue, How Beautiful” e será lançado dia 1º de Junho. Irá contar com 14 faixas inéditas + algumas demos. Vamos aguardar.

Se gostou, compartilhe...Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Pin on Pinterest
Pinterest
Email to someone
email
share on Tumblr
Tumblr

Comentários

Comentários

About Gui Araujo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

CommentLuv badge