Resenha| Breach + Dissolution – K.I. Lynn

  • Breach-K.I. Lynn - Inspiration BoxAutora: K.I Lynn
  • Editora: Auto-Publicado
  • Idioma: Inglês (sem previsão no Brasil)

Delilah está a meses trabalhando sozinha desde que sua colega de escritório foi demitida, até que um novo advogado surge, ele é moreno, alto quase um modelo da Calvin Klein, mas ela se irrita logo de primeira, porque no seu primeiro dia, o “Esquadrão Silicone” grupo de mulheres do prédio que se sentem atraídas pelo novo cara, não param de adentrar o escritório e atrapalham seu trabalho, não que ela não esteja atraída por ele, Delilah só tem muita bagagem emocional e baixa autoestima pra fazer papel de trouxa.

Até que claro com tanta tensão acumulada, eles fazem sexo no escritório, e esse é um livro com muito, mas muito sexo, em cenas tão descritivas e bem escritas que deixariam uma autora como Sylvia Day corada.

Depois disso eles descobrem que também moram no mesmo apartamento, suas facetas tão bem guardadas para as lágrimas nos momentos de solidão, começam a rachar, nenhum deles fala o qual o seu problema para o outro, mas ambos percebem que eles se precisam mutuamente a ponto de usarem o sexo como uma válvula de escape para aliviar a carga emocional, e aos poucos eles vão melhorando.

E ela vai liberando um liberando um pouco de seu passado para ele, que faz a personalidade da personagem fazer bem mais sentido.

“Seu corpo era um pecado, seu pênis era um pecado, e eu era uma pecadora.” ~ Delilah

Nathan é o típico possessivo, que não deixa a mulher nem respirar (que eu nunca entendo porque amo tanto eles nos livros, se nunca iria aguentar um na vida real), mas que dá vontade de pôr no potinho e cuidar? Além de ser boca suja, gente *suspiros aqui*.

“Você é minha puta, minha deusa do sexo, e minha menina bonita. Isso é tudo que você precisa saber. ” -Nathan

O que mais me incomoda é que cada vez que ele se irrita, ele dá um soco na parede do apartamento e que agonia.

Outro ponto positivo, Nathan não é o milionário, oligarca, bla bla bla… que também tem estado presente nas narrativas copia e cola que enchem as livrarias.

Os dois também vem fugindo da terapia, mas eu fico receosa de acabar revelando quais são os problemas de Nathan e Delilah pois isso vai surgindo no decorrer da narrativa dos 3 livros e um extra.

Disspçution-K.I. Lynn - Inspiration BoxAliás nesse extra 1.5, bem curtinho (não tem nem 30 páginas) chamado Dissolution, é que Nathan conta um pouco de sua visão da coisa, só não indico ler antes do final do livro 1, porque dá para pegar muito spoiler.

Atualmente tenho fugido de New Adults, já li tanta fanfic na vida que cada sinopse que leio penso “puff, mais um romance clichê”, mas essa série também era uma fanfic de Crepúsculo e uma amiga indicou e eu me rendi, e NATHAN estou quase entrando no “Esquadrão Silicone”.

Algo em Breach me viciou a um ponto de eu ler ele em um dia, são duas pessoas quebradas que juntas conseguem formar uma só novamente, mas ao mesmo tempo elas se machucam também, um livro real, que te faz torcer para eles melhorarem, faz rir um pouco, e precisar de um ou meia dúzia de banhos frios.

Sinopse Oficial: Traduzida

Breach(Violação) –  Delilah Palmer mantém o controle de sua vida e personalidade por fora, bloqueando a verdade logo abaixo da superfície. A fachada destinada a fazê-la parecer normal e esconder as cicatrizes de sua infância. Ela fez uma boa vida para si mesma, tornou-se advogada, e está livre do passado que tortura e assombra diariamente. Até que ele vem e começa a quebrar as rachaduras.

Nathan Thorne tem seu próprio passado. Na superfície, ele é amado por todos, bem-apessoado, extrovertido; Tudo que Delilah não é. Escondido abaixo está um homem moreno e atormentado que só Delilah poder desvendar.

Amontoados em um pequeno escritório juntos eles vêem através de máscaras de cada um, acendendo uma relação explosiva. A Holloway e Holloway Law tem uma política de não-confraternização estrita, forçando-os a esconder a sua violação. Apesar de seus esforços, a separação torna-se impossível, e Nathan tem problemas para lidar com ela; oscilando à beira de ser ultrapassado por seus demônios do passado.

Que segredos que ele guarda que poderiam impedi-lo de ceder? O que o impede de se curar e seguir em frente? E Dalila, onde ela se encaixa em todo esse tumulto?

Eles podem aceitar o amor e lidar com todas as provações que vêm a caminho quando seus segredos são expostos? Ou será que eles se perderam em seus passados e serão consumido por tudo os que os assombra?

 

Se gostou, compartilhe...Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Pin on Pinterest
Pinterest
Email to someone
email
share on Tumblr
Tumblr

Comentários

Comentários

About Larissa Reeden

Larissa Monteiro (Reeden) - 23 anos Adoro ler, sou bem eclética com meus gostos literários, também gosto de séries de TV, principalmente as que abordam temas diferentes e filmes românticos (sue me). Mineira de nascimento, Paulistana de coração. Tenho gostos variados para tudo, gosto de viajar, escrever, curtir um parques em dia de sol, e de ir ao cinema, de ficar em casa, de ir pra um barzinho, ao café, tudo depende do clima e com quem. Não resisto a nada que envolva massa, molho e queijo e amo doces. Sou uma mistura de muitas personalidades.

4 comments on “Resenha| Breach + Dissolution – K.I. Lynn

    1. Em português não é possível comprar pois nenhuma editora adquiriu os direitos para o Brasil.
      Não costumo indicar onde baixar livros, mas… você acha ele traduzido por fãs no minhateca.com
      bjos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

CommentLuv badge