Resenha | Todo Seu (Crossfire #5) – Sylvia Day

12308630_1149946795034505_8024079813043574534_nTítulo Original: One With You

Autora: Sylvia Day

Editora: Paralela

Páginas: 320

Sinopse: Gideon Cross. A coisa mais fácil que já fiz foi me apaixonar por ele. Aconteceu instantaneamente, de forma completa e irrevogável. Casar com ele foi um sonho realizado. Continuar casada com ele é a maior batalha da minha vida. O amor transforma, e o nosso é um refúgio e também a pior tempestade. Duas almas danificadas que se entrelaçaram. Nossos votos foram apenas o começo. Lutar por esse casamento pode nos libertar… ou nos separar de vez.

Onde comprar:

Fisíco – Amazon – Saraiva –  Livraria Cultura – ExtraPonto Frio – Casas BahiaTravessa – Americanas – Submarino 

Ebook: Amazon  – SaraivaLivraria Cultura

Como fã, trabalhando todos esses anos na divulgação, as vezes cheguei a ficar saturada de informações sobre a série e por esse motivo falei para mim mesma que iria ler o 5º livro com a mente bem aberta, sem ficar imaginando este ou aquele fim, queria pagar para ver.

A maioria de vocês devem imaginar o meu desespero quando li o seguinte comentário “já baixou Todo Seu no meu Kindle.”

Eu quase enfartei e só 5 horas depois consegui começar a ler o bendito, que não abria no celular por nada.

Vou dispensar uma explicação sobre a história, porque se você chegou até aqui e ainda não sabe quem são Gideon Cross e Eva Tramell, indico procurar informações sobre Toda Sua. Mas vamos ao que eu achei.

Leia também: Sylvia Day | Ordem de todos os livros lançados no Brasil

236007c215a3e0e0b885cc1d8e811d8bAssim que comecei a ler, não sabia ao certo o que pensar das ações da Eva, ela parecia determinada, querendo mostrar ao que veio, mas com aquele ar de impulsividade de quem vai meter os pés pelas mãos, só que no decorrer do livro acabei, me deparando com uma Eva que está se esforçando para amadurecer ao mesmo tempo em que lida com situações que a forçam a isso, de uma forma bem cruel.

Mas o foco desse livro é sem sombra de dúvida o Gideon, a Eva teve quatro livros para falar sobre seus sentimentos, a apesar de algumas coisas nunca mudarem como seu ciúme exagerado, ela percorreu um grande caminho invisível nas páginas não escritas que falam de quando ela vivia em San Diego e fazia terapia.

A questão aqui não é mais só Gideon Cross. Nem Gideon Cross e sua esposa. Somos Gideon e Eva Cross, e você precisa me deixar mostrar isso para o mundo.

Como a própria autora ressaltou algumas vezes, o caminho de Gideon Cross é longo, ele passou por muita coisa desde a infância, e aquilo foi se acumulando dentro dele, prestes a explodir, mas o que a Eva faz, o ajuda a esvaziar isso aos poucos. Em Todo Seu, vemos um Gideon muito mais aberto as emoções, alguém lutando com outros e consigo mesmo para provar que é digno de amar e ser amado.

O abuso sexual era um assunto íntimo e pessoal, mas que de alguma forma tinha que ser exposto. Não era um segredo sujo e vergonhoso a ser escondido dentro de uma caixa. Era uma verdade horrenda, e as verdades — por natureza — precisam ser expostas à luz do sol.

Eu amei todas as cenas em que ele está na terapia com o Dr. Petersen, todo o esforço para amadurecer seus sentimentos, foi muito fofo.

Também gostei que os dois finalmente começaram a dar uma abertura para os amigos e a família, estourando a bolha GidEva.

Confesso que achei o começo do livro meio parado, casamento, isso, casamento aquilo, o excesso de seguranças deles que é maior até que o dos Obamas me irritou um pouquinho, mas aos poucos fui vendo os nós sendo amarrados, como a história com os Lucas que finalmente fez sentido para mim de uma forma que não havia feito nos outros livros.

Para mim todos os personagens ganharam um rumo, e um rumo não significa que foi mostrado exatamente o que acontece com cada um deles, é um livro narrado em primeira pessoa, nós leitores não sabemos exatamente como cada personagem fica, mas todos seguem em frente, mesmo com a visão limitada deles. Há também o problema de que em 4 meses não se resolve tudo, os problemas não somem como fumaça então sim algumas pontas ficaram soltas.

Leia também: TV | Adaptação de Crossfire? O que já sabemos sobre a série?

Assim como o 4º livro, este tem bem menos cenas de sexo (o que eu gostei me processe) acho que isso fez o livro focar mais no enredo. É claro que tem Gideon Moreno Perigoso mostrando a que veio ao mundo em várias páginas, mas não parece tanto que ele come Sucrilhos Sabor Viagra.

Ele ficou me encarando. “Você tem uma fantasia sexual na qual eu sou virgem?” Foi preciso muito esforço para não rir de sua incredulidade. “Em todos os sentidos” , respondi, na maior seriedade. “Você nunca viu uma mulher nua antes de eu aparecer. Tenho que mostrar como me tocar, do que eu gosto. Você aprende rápido, mas tenho um homem selvagem nas minhas mãos. E insaciável.”

Sem títuloA melhor cena definitivamente é quando a Eva dá um filhote de Beagle para o Gideon, eu ria demais da reação dele, foi engraçado, leve, fofo e as intenções dela fizeram todo o sentido.

Mudando um pouquinho de assunto, uma parte do livro se passa no Brasil, mais especificamente no Rio de Janeiro, como brasileira eu fico feliz quando meu país é citado, mas a forma como os personagens narram a cidade e o povo foi bem estereotipada, aquela visão de gringo e isso me irritou, mas também tem partes que falam da beleza da cidade e como a Sylvia já esteve no Rio duas vezes, creio que deu para perceber como ela ficou encantada com as belezas naturais e passou isso no livro.

Voltando ao que interessa, o que me deixou bem apreensiva foram os últimos capítulos (spoiler dos grandes já aviso).

Um personagem, que não é a Eva, nem o Gideon claro, MORRE. Achei toda essa parte maravilhosa, super bem escrita e desenvolvida, apesar de chocante e triste, foi um desenrolar de fatos que eu não estava esperando, mas essa situação teria sido muito melhor colocada no 3º ou 4º livro, onde daria para trabalhar mais todo o ocorrido do que colocando isso no fim do livro, o que acabou pesando novamente a história, e no momento errado e talvez tenha sido a causa da decepção de alguns leitores, até mesmo a minha. Não era necessária a abertura desse enredo, com tantas outras coisas para serem faladas.

Não me incomodei pela forma como a Eva lida com o luto, cada um tem uma forma te passar pelos cinco estágios do luto, negação, raiva, barganha, depressão e aceitação. Creio que a Eva passou primeiro pela negação e o Gideon pela barganha.

A passagem de tempo nos cinco livros é de apenas quatro meses (como já citei anteriormente), um tempo bem curto onde acontecem uma infinidade de coisas, o epílogo é bem romântico, apesar de uma cena de sonho desnecessária. Nele também poderia ter havido uma visão do futuro do casal, o que fez falta.

O livro deixa aquele ar de quero saber mais, deixando aberto para nós imaginarmos o que acontece no futuro dos dois, agora que as coisas finalmente começaram a se encaixar, eles ainda têm muitos anos pela frente, e é só a gente se colocar no lugar deles, a vida não é um conto de fadas, situações acontecem que nos abalam ou nos enaltecem todos os dias. Nisso acho que a Sylvia trabalhou muito bem, não tem como todos os acontecimentos acontecerem de uma vez só como novela das nove, onde todo mundo casa e tem filho exatamente no mesmo momento.

Éramos mais fortes que antes, mas agora… Agora nada poderia nos atingir. Estávamos profundamente ancorados.

 

Leia também:  Sylvia Day | Confira o 1º capítulo de Blacklist nova série da autora.

Nota: 4/5
Nota: 4/5

 

Se gostou, compartilhe...Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestEmail to someoneGoogle+share on Tumblr

Comentários

Comentários

About Larissa Reeden

Larissa Monteiro (Reeden) - 23 anos Adoro ler, sou bem eclética com meus gostos literários, também gosto de séries de TV, principalmente as que abordam temas diferentes e filmes românticos (sue me). Mineira de nascimento, Paulistana de coração. Tenho gostos variados para tudo, gosto de viajar, escrever, curtir um parques em dia de sol, e de ir ao cinema, de ficar em casa, de ir pra um barzinho, ao café, tudo depende do clima e com quem. Não resisto a nada que envolva massa, molho e queijo e amo doces. Sou uma mistura de muitas personalidades.

31 comments on “Resenha | Todo Seu (Crossfire #5) – Sylvia Day

  1. Parabéns Larissa, a minha leitura do livro é igual a sua, continue colaborando conosco com seus comentários e resenhas. Leitura e tudo de bom, e com a troca melhoramos o nosso horizonte e capacidade de interpretação. Sucesso!

    1. Oi Francielle, feliz que gostou da resenha e do livro claro. Em breve vai haver novas resenhas sim, muito obrigado por comentar <3

  2. Adorei sua resenha, tinha visto comentários super negativos sobre “Todo seu” e eu adorei tanto quanto os 4 anteriores, fechou a história da maneira que eu esperava.

    Alguém sabe me informar se já tem filme, série ou algo do tipo? Ou previsão para tal acontecer. Estou louca para ver a história nas te linhas.

  3. Larissa, amei a resenha! Você verbalizou os meus pensamentos! Concordo com cada palavra escrita! Eu confesso que tive um certo receio de ler o livro e me decepcionar, depois que li tantos comentários negativos, e isso me deixou um pouco frustada! Mas mesmo assim li o livro e gostei muito! Amei o final, foi um desfecho diferente, que fugiu de todos os clichês, e focado nos dois, na Eva e no Gideon, e pensando bem não tinha como ser diferente!

  4. Larissa, amei a resenha! Você verbalizou os meus pensamentos! Concordo com cada palavra escrita! Eu confesso que tive um certo receio de ler o livro e me decepcionar, depois que li tantos comentários negativos, e isso me deixou um pouco frustada! Mas mesmo assim li o livro e gostei muito! Amei o final, foi um desfecho diferente, que fugiu de todos os clichês, e focado nos dois, na Eva e no Gideon, e pensando bem não tinha como ser diferente!Amei…Amei…e Amei a tua resenha e o livro, acho que você fez uma análise perfeita e esclareceu muitas dúvidas e soube colocar a tua opinião de um jeito natural!

  5. Achei que Todo seu foi o pior livro que já li na minha vida. Sem pé e sem cabeça. Essa autora se perdeu na estória e não soube dar darum final nela. Ela baseou a estória no 50 tons tons de cinza e como EL James terminou no 3 volume o 4 e 5 volumes do crossfire se perdeu. Ficou tudo pelo meio do caminho. Somente teve final feliz para Gideon e Eva o restante dos personagens se perdeu. Ela foi muito infeliz neste
    último livro, deixou muito a desejar, principalmente no que se refere a Mônica. A Eva se fudeu porque casou com um assassino, a mãe outra assassina. Que estória mais sem nexo. Não compro mais livro dessa autora não.

    1. Tereza entendo sua decepção e cada um tem uma opinião claro, só não concordo quando diz que ela baseou em 50 tons que aliás foi baseado em The Submissive…

  6. Larissa, amei a resenha! Você verbalizou os meus pensamentos! Concordo com cada palavra escrita! Eu confesso que tive um certo receio de ler o livro e me decepcionar, depois que li tantos comentários negativos, e isso me deixou um pouco frustada! Mas mesmo assim li o livro e gostei muito! Amei o final, foi um desfecho diferente, que fugiu de todos os clichês, e focado nos dois, na Eva e no Gideon, e pensando bem não tinha como ser diferente! É claro que às vezes eu fiquei um pouco perdida hehehe mas…o livro não é ruim, na verdade é muito bom! Na minha opinião tiveram alguns trechos desnecessários *sempre tem alguma coisa que nós, leitores, queremos mudar, não é?* O fato é que Crossfire vai deixar muita saudade, e esse final deixou um gostinho de quero mais! Enfim…Amei…Amei…e Amei a tua resenha e o livro, acho que você fez uma análise perfeita e esclareceu muitas dúvidas e soube colocar a tua opinião de um jeito natural! Espero que você continue com o blog, hein! Trazendo as novidades sobre Crossfire e o mundo no geral! Kkk
    Beijinhos!!!!!!!

    1. OMG Jess, que comentário amor o seu <3 muito obrigado e fico tão feliz de saber que gostou do livro. Seja sempre muito bem vinda e desculpas pela demorar para responder. Olha se eu que escrevesse muitos dos livros que amo, nossa ia mudar várias coisas asasuhahs
      bjos e até mais.

  7. Oi, também já li o livro….. e como você disse tem que ser lido com a mente aberta.
    Achei também que o personagem que morre, foi no momento errado, talvez se fosse no inicio do livro. Mas claro a cena é muito triste.
    Adorei a forma como o Gideon se abriu, conseguindo se tornar uma pessoa mais real e humana.
    Ela deixa os outros personagens encaminhados com gostinho de quero saber mais sobre eles….
    Quando terminei de ler não sabia muito bem qual era minha reação…… mas só posso dizer vou sentir falta de Eva e Gideon

    1. Oi Ana, desculpa a demora para responder. Fico feliz que gostou da resenha e vem cá me abraça, porque olha me jogaram pedras pela resenha viu.
      Meses se passaram e eu ainda estou entre a saudade de Gideon e Eva e aquele fim o-o

  8. Bem to achando sua resenha mais interessante que o livro por sí, lógico teve momentos que eu amei tipo as cenas com o cachorro foram divertidíssimas, morte de Mônica me comoveu mais o final achei fraco foi um erro eu ter esperado mais .

    1. Germana, eu te entendo, já li resenhas que eu senti a mesma coisa. O livro podia sim ter sido melhor, mas né aquele ditado se a vida te dá limões, faça uma limonada, então se vida me deu esse fim, eu aproveitei o máximo que pude da leitura. Obrigado por comentar e desculpa a demora para responder.

  9. Amei a resenha Larissa… Ainda não acabei de ler, mas me apaixonei tanto pela série, os personagens, enfim.
    Quem sabe a Sylvia não resolve futuramente contar algo a mais nessa história tão marcante. Ansiosa para terminar de ler e recomeçar tudo de novo.;)

    1. Oi Cleide, o que mais espero é mais um livro no futuro viu, obrigadi por comentar e que venham mais histórias apaixonantes como as de Gideon e Eva.

  10. oiiii.. amo ler também.. o livro “todo seu” excedeu minhas expectativas em alguns pontos mas também me deixou curiosíssima em outros, não dando fim mesmo a serie.. me deixou com um gosto de quero mais enorme.. queria saber mais dos diários.. das historias.. do livro publicado.. final feliz do cary.. mas gostei bastante do amadurecimento deles como casal.. e sinceramente acho que teria abertura pra um sexto livro..rsrsrs mas pode ser meu lado sonhadora, e que não se conforma com um fim de uma boa serie, falando

    1. Oi Eliane, obrigado por comentar. Cary que é meu personagem favorito ficou jogado no fim né :/
      Queria mais também, eu gostei sim do livro, mas confesso que deixou muita coisa aberta para mais um.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

CommentLuv badge