Série | Por que Jessica Jones é a história que todos deveriam assistir

cda65905Quem é Jessica Jones?

Não há outra melhor forma para começar a se falar dessa personagem. Com uma pergunta.

Baseada na HQ Alias de 28 capítulos da Marvel Max que publica histórias para o público adulto. Jessica é intrigante, sua história começa quando no passado tentou ser heroína, mas depois do que ocorre com o Killgrave ela desiste e acaba por abrir uma agência de investigação chamada de Codinome Investigações.

A HQ com a série se diferem em alguns momentos, como Trish na HQ é uma super-heroína, Luke Cage já conhecia Jessica e eram amigos do passado, mas nada que prejudique a história.

 

 

Enquanto na HQ o arco sobre o Killgrave só se dá no clímax, na série já podemos nos envolver com o assassino e psicopata que tem sua habilidade em manipular as pessoas desde o início.  Na história ainda vemos a aparição de Luke, outro “herói”, que se envolve romanticamente com Jessica, Trish sua melhor amiga e um extra maravilhoso com Claire da história do Demolidor.

Coloquei “herói” entre parênteses ali em cima, pois tanto como o Demolidor, Jessica, Luke e Punho de Ferro há todo momento se questionam se são realmente heróis, diferente dos Vingadores, eles que no final originarão os Defensores, possuem histórias mais violentas e sombrias e suas decisões de como ter que enfrentar o inimigo em certos momentos não são consideradas exatamente as certas, as que os “heróis” fariam.

Marvel_Netflix_1000

Mas voltando para o vilão, sim senhores, esse maravilhoso vilão que sinto falta em muitas histórias de super-heróis, aquele vilão instigante e que no exato momento a única pessoa em quem poderia comparar Killgrave seria com um certo Coringa, no big deal.

Killgrave ou o Homem Púrpura, como falado anteriormente só aparece no último arco da HQ, que é quando descobrimos porque Jessica é tão ferrada na vida, suas lembranças ao meu ver são bem mais fortes na HQ do que na série, me fazendo ter nojo do que ele fazia com ela e muitas outras pessoas, mas a série não fica nem um pouco para trás, pois Tennant rouba a cena em todos os momentos. O querido Doctor se torna um vilão hediondo e cheio de perplexidade que lá pela metade da série vemos mais um lado de Killgrave, o filho que sofreu anos nas mãos dos pais e tenta culpá-los por ser quem é, mas não preciso explicar que quem toma suas decisões é ele próprio, então mesmo que tenha visto pela internet que muitos começaram a se simpatizar com a história do vilão e até a “shippar” ele com a Jessica foi o que mais me deixou perplexa.

Purple-Man-Jessica-Jones

Ué você me pergunta, por quê perplexa? Eu sou uma adoradora de séries e claro que tive tantos momentos para shippar casal e torcer para que desse certo, mas vejo que hoje as pessoas assistem histórias já querendo casal. No primeiro episódio de qualquer série começa a ter comentários de gente falando que já achou seu ship, mas e a história em si. O que ela quer mostrar se torna um segundo plano então? Ora vamos deixar para a CW esse papel, mas por favor não tente menosprezar uma série na busca de um ship, aproveite a história e se aparecer um casal, então ship à vontade, mas ainda tem um quê: Cuidado na hora de shippar.

tumblr_ny6hqelJJ31sc0ffqo2_500
Homens e poder. É uma doença grave.

Ok estou sendo extrema, mas como é possível ter visto pessoas shippando Killgrave com a principal Jessica, que em certo episódio simplesmente grita que ele a estuprou e ainda teve gente que foi capaz de achar fofo o momento dos dois morando juntos.

Em plena época que vejo a todo momento o movimento feminista que por sinal há pessoas que dizem que são a favor da luta, mas na hora que ocorre isso em uma série, você vira a cara porque é uma história e para piorar tenta criar um casal por trás de algo horrível. A série pode apenas ser uma história, mas ela é baseada em algo real que ocorre com muitas mulheres pelo mundo e por isso já é um grande fator para assistir a série, para mostrar a luta de uma mulher em sobreviver ao ocorrido. Então no final para não me prolongar mais, Jessica é uma personagem forte, mesmo tendo sofrido na mão de Killgrave e se vê no centro de casos onde muitas mortes ocorrem e ela se sente culpada e tenta solucionar, Jessica essa que também precisou lutar, da sua forma diga-se de passagem, mas que lutou por esse estupro e manipulação e por isso só a história deveria ser maravilhada, não por um ship desnecessário e com um embasamento de revirar o estômago de qualquer um que realmente pensar no que está torcendo para quê de certo.

David-Tennant-Killgrave
Hello there!

Para não terminar esse post apenas com os puxões de orelha gostaria de dar os meus parabéns para o papel incrível que Tennant exerceu, a abertura que teve os traços que remetaram muito as capas de Alias e claro, o casamento do ano entre Marvel e Netflix com mais um resultado que foi certeiro, e que venha Luke Cage, Punho de Ferro e Os Defensores.

Se gostou, compartilhe...Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestEmail to someoneGoogle+share on Tumblr

Comentários

Comentários

About Ems Monteiro

Na casa dos 20 anos, sou amante dessa cidade cinza que não dorme e nos surpreende em cada esquina, estação, museu... Fazendo faculdade de Arquitetura e Urbanismo e tentando sempre colocar minhas séries em dia, uma tarefa quase impossível.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

CommentLuv badge